Tutorial: Como preencher um formulário rafflecopter

[Resenha] Memórias de Um Amigo Imaginário, de Matthew Dicks

8 de abr de 2013


Título: Memórias de Um Amigo Imaginário
Autor:  Matthew Dicks
Ano: 2012
Páginas: 432
Editora: ID
Classificação: Ótimo

Sinopse: "Enquanto Max acreditar em mim, eu existo. Posso precisar da imaginação do Max para existir, mas tenho os meus pensamentos, as minhas ideias e a minha vida, tudo isso separado dele.”
“Max não gosta de gente da mesma forma que as outras crianças gostam. Ele gosta das pessoas, mas bem de longe. Quanto mais afastado alguém ficar de Max, mais ele vai gostar dessa pessoa.”
“Nós dois não gostamos da Sra. Patterson, mas ultimamente ela e Max estão estranhamente próximos. Isso não é normal, muito menos para alguém como o meu amigo. Ele corre perigo, tenho certeza...”
Uma história apaixonante e dramática sobre amor, lealdade e sobre o poder da imaginação. Perfeita para qualquer um que já tenha tido um grande amigo – real ou não...


Eu já tive muitos amigos imaginários e me lembro bem o motivo pelo qual criei cada um  deles e a história que eu inventei quando deixei de acreditar neles.

Meu primeiro amigo imaginário por incrível que parece se chamava Max, ele era legal, eu tinha uns quatro anos, mas brigamos feio, eu queria brincar de casinha e ele de escola, então deixei de acreditar nele e criei outro amigo imaginário. Mas vamos deixar isso de lado e irmos para a história do livro.

Max, um garoto que tem um amigo imaginário chamado Budo. É através dele que somos levados ao universo dos amigos imaginários.

Budo é o amigo imaginário com a vida mais longa que ele já conheceu. Faz cinco anos que ele existe. Ele tem características de um garoto quase normal, a não ser pelo fato de poder atravessar portas, não dormir e entre outras coisas. Mesmo o Budo tendo sido criado pelo Max, ele tem seus próprios pensamentos, pode visitar outros lugares sem o Max e tem até mesmo outros amigos que também são imaginários.

“Enquanto Max acreditar em mim, eu existo. Pessoas como a mãe do Max e minha amiga Graham dizem que é isso que me faz imaginário, mas não é verdade. Eu posso precisar da imaginação do Max para existir, mas tenho os meus pensamentos, as minhas ideias e a minha vida, tudo isso separado dele. Estou ligado ao Max da mesma maneira que um astronauta está unido à sua espaçonave por cabos. Se a espaçonave explodir e o astronauta morrer, isso não significa que ele era imaginário. Apenas que seu suporte vital foi cortado.”

Max, é um menino que tem dificuldades de relacionamento, não gosta de ser abraçado, não gosta que sua mãe o beije, não gosto de mudanças, tem horários fixos para fazer suas coisas, não olha as pessoas nos olhos, tem dificuldade de fazer amigos. Mas ele gosta de Star Wars e da professora Gosk. Algumas características de Max são de pessoas com autismo, mas em nenhum momento o autor afirma que Max é autista, mas trata o assunto de uma forma sutil. 

A vida de Max e de Budo é quase tranquila, a não ser por Max ter problemas com o valentão do quinto ano, Tommy Swinden e com os cocôs extras, mas esses problemas estão longe de ser a maior preocupação de Budo. As coisas começam a ficar estranhas quando Max fica cada vez mais próximo da Professora Patterson e ele corre um grande perigo, mas apenas Budo sabe disso e só ele poderá ajudá-lo. 


O livro é muito fofo, uma trama original e envolvente, que me fez chorar muito com o final. Em uma entrevista que eu vi com o autor, ele diz que pretende fazer uma trilogia de Memórias de Um Amigo Imaginário. Não que o livro precise de uma continuação. O livro tem um final muito lindo, perfeito! Estou até com receio do que ele tratará nos outros volumes, só espero poder conhecer outros amigos imaginários.

O livro é narrado em primeira pessoa, por Budo, que tem uma forma madura de narrar os fatos, mas ao mesmo tempo inocente em alguns acontecimentos. A forma como ele trata a realidade, o medo de sumir, o medo de perder seus amigos imaginários, é tocante, vemos realmente o que ele sente. 

O livro tem um pouco de vários gêneros, drama, suspense, comédia, fantasia, terror e aventura.

O enredo é único e rico em detalhes, tem personagens fofos, sensíveis, com personalidades únicas e trata de questões como vida, morte, lealdade, amizade e amor.

Budo é incrível! Ele se tornou meu personagem favorito. Ele é sensível e tenta ajudar Max ao máximo de pode. Conhece tudo sobre ele e trata-o como um amigo e não como um criador. Mas ele também teve seus momentos egoístas, mas só tinha medo de deixar de existir, de nunca crescer e nunca ver Max crescer.  Eu entendi todos esses momentos e queria poder ajudá-lo. No fundo ele sempre quer o bem de Max.

Um problema que eu encontrei no livro, foram algumas situações repetitivas. Budo acaba repetindo algumas coisas com frequência, mas talvez seja para verificar sua existência, criar autoconfiança ou um simples ato infantil, mas seja lá qual for o motivo dessas repetições, isso não torna o livro nenhum pouco ruim.

Memórias de Um Amigo Imaginário é um livro para todos os públicos, para quem procura de tudo um pouco num livro, romance, drama, aventura, suspense, amizade, lealdade. Então o indico para as pessoas que buscam de tudo um pouco num livro, incluindo muita emoção. 



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

48 comentários:

  1. Gostei da resenha. Fiquei bastante curiosa, principalmente em saber que grande perigo é esse que o Max corre, vou ler sem duvidas *---*

    ResponderExcluir
  2. Estou LOUCA por este livro. Parece bem nostálgico, fofo, sensível, com personagens incríveis e tocantes!
    Eu nunca tive um amigo imaginário, mas conheço muita gente que teve e sei que é muito comum na infância. Faz parte da fase e pode ser bem importante!
    bjs

    ResponderExcluir
  3. fiquei bastante curiosa por esse livro e achei a sua resenha excelente!! Vou anotar na minha listinha aqui. Nunca tive um amigo imaginário, mas certa vez, na oitava série, minha turma "criou" um amigo imaginário que era o culpado por todas as bagunças da sala :P

    beijos
    Kel
    http://www.porumaboaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Eu achei a capa do livro lindo e pode ser que a história também seja pelo que li. Gostei do que você escreveu sobre ele, pois me parece bem interessante.
    Também, quem já não teve seu amigo imaginário né ?
    Meus pais brincam, porque as vezes as pessoas tem mania de falar consigo mesma, ai falam que a gente tá falando com um amigo imaginario. Eu faço muito isso, não sei porque ! hahahaha...Mas eu acho que isso é normal, sei la...Mas enfim. Gostei do livro. Parece que é muito interessante mesmo =]

    Amiga, você por acaso está seguindo e linkou meu blog aqui ? É que estou perguntando para todos. OBRIGADA...aguardarei resposta. beijinhos

    lovereadmybooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Eu compraria esse livro só pela capa que é bem bonita, e agora, sem dúvidas, eu compraria sabendo que ele pode ser uma boa leitura. Gostei da sua resenha. E eu já li um livro que envolvia a amizade de uma criança (no caso, uma garotinha) com seu amigo imaginário que após anos se reencontram e engatam em um romance. O livro é Domingos na Tiffany's de James Patterson, e eu chorei feito criança no final do livro. E agora, diante de tanta curiosidade, comprar "Memórias de Um Amigo Imaginário" é prioridade. :)

    ResponderExcluir
  6. O livro me conquistou logo nesse inicio, parece algo tão filosófico. Um amigo imaginário tendo problemas existências. Pelo que você conta na resenha parece um ótimo livro, mas como sou daqueles que precisa ler para crer. Só não entendo porque tudo hoje me dia é feito em trilogias ou grandes sagas. Conte uma ótima historia e deixe o leitor com um gostinho eterno de quero mais.

    ResponderExcluir
  7. Curioso esse livro. Te faz pensar: Como um amigo imaginário, que só existe pra uma única pessoa, vai ajudá-lo a sair de uma enrascada?
    Deve ser muuito bom esse livro. Já me ganhou só pelo tema.
    Vai ser minha próxima aquisição, com certeza.

    ResponderExcluir
  8. Adoro livros que "falam" sobre amizade.
    O título já é incrível, e a capa então...
    Com certeza vou ler, só não sei quando!

    ResponderExcluir
  9. Essa capa superfofa tinha me chamado a atenção e me interessei bastante depois de ler a sinopse! A resenha está ótima, é a primeira que eu leio desse livro, até tinha esquecido desse livro, agora estou com mais vontade de ler. Muito interessante esse ‘mundo’ de amigos imaginários criado pelo autor, e muito curioso ser narrado pelo amigo imaginário. A história parece ser linda mesmo!!

    ResponderExcluir
  10. Resenha perfeita! Adorei!
    Tão delicada quanto este livro deve ser.
    O livro já foi para o topo dos que eu quero ler nesse mês.

    ResponderExcluir
  11. Me sinto diferente por nunca ter tido um amigo imaginário, mas voltando ao livro achei a história bem interessante, apesar de saber que os amigos imaginários podem ser um refúgio para algumas crianças, creio que isso as façam um pouco anti-sociais, mas gostei do autor falar do autismo com sutileza sem aqueles clichês que todos usam outro ponto forte é o livro ser narrado por Budo, o tal amigo imaginário, espero em breve poder lê-lo.

    ResponderExcluir
  12. Um livro narrado por um amigo imaginário, legal, nunca tive um amigo imaginário, mas imagino que isso é algum tipo de fuga devido a dificuldades de relacionamento. Mas a resenha ficou ótima e fiquei com vontade de ler.
    E quando se sentir solitário lembre-se: pelo menos você não é o garoto da capa de "Memórias de Um Amigo Imaginário".

    ResponderExcluir
  13. AAAAAHHHH a resenha que eu tanta esperava *-*
    Eu também tinha um amigo imaginário, o nome dele era Kevin LOL
    Adorei a resenha, estou com uma grande impressão de que irei chorar litros nesse livro também, e o que achei legal foi que o livro é narrado por Budo, o que torna o livro bem diferente. Quero muito ler esse livro :)
    Até mais :*

    ResponderExcluir
  14. A capa desse livro é muito linda!
    Eu quero muito ler Memórias de um amigo imaginário, parece ser um livro ótimo e cheio de lições *-* Eu nunca tive um amigo imaginário, que eu lembre, mas acho isso muito importante para uma criança! Muita gente diz que não faz bem, que as crianças vão ficar "loucas" por isso, mas eu acho nada ver, pelo contrário, as crianças aprendem muito com seus amigos imaginários e acho que é exatamente isso que o livro deve mostrar =D

    Beeijos,
    iSteh

    ResponderExcluir
  15. A Capa está muito lega, no meu ponto de vista não está entre as mais bonitas, mas até que está legal. Gostei muito da sinopse, acho que leria sim o livro, talvez no mês que vem nas ferias. Acho que é um tema diferente e interessante e acho que vou gostar. Ótima resenha!

    ResponderExcluir
  16. Achei muito interessante o fato do livro ser narrado pelo amigo imaginário,fiquei muito curiosa em relação a esse livro e com certeza esta na minha lista de desejados.

    ResponderExcluir
  17. gente que fofo, esse livro parece ser mega lindinho *-*

    ResponderExcluir
  18. E agora está a pessoa aqui curiosa para desvendar o perigo que max pode estar enfrentando!!!!
    Sempre achei bonitinho isso de amigo imaginário... tem que ter uma mente super fertil para criar um amigo..rsrs
    Fiquei curiosa pelo livro.

    ResponderExcluir
  19. Achei a estória bem interessante, ele ser narrado pelo amigo imaginário foi uma ótima ideia. espero que o autor acerte nas continuações, nada pior do que uma sequencia ruim para estragar o final perfeito de um livro.

    ResponderExcluir
  20. Esse livro deve ser tudo!!
    Nunca tive um amigo imaginário, mas eu deveria ter imaginado um, pq não fui uma criança cheia de amigos .-.
    De qualquer forma, a capa desse livro é linda! Foi a primeira coisa que me chamou a atenção, dps o titulo e então a história :p

    Parabéns pela resenha!

    ResponderExcluir
  21. Adorei um livro. Adoro livros sobre amizade. Me vi nesse menino, nunca tive muitos amigos, mas nunca inventei um, haha. A capa é muito fofa! Quero muito!

    ResponderExcluir
  22. Me lembrei um pouco do filme que Gérard Depardieu fez e ele era um amigo imaginário. A História parece ser tão fofa. Não me lembro de ter amigos imaginários. Lembro que pegava as minhas bonecas, inventava uma situação e brincava sozinha. Mas nunca fiz um amigo imaginário. Nunca inventei uma criança, ou um animal, nem nada do tipo, era mais um cena em um teatro. Fico curiosa para saber como as crianças lidam com isso. Já tive um aluno que aparentemente na hora da soneca aparecia um "amigo" dele, só que pelo jeito que ele falava não parecia ser muito amigo. É estranho de explicar.
    Adorei a capa, a resenha, a sinopse. Tudo! Quero muito ler esse livro! E sinceramente, as vezes trilogias de algo que ficou maravilhoso e concluído no primeiro acaba estragando a história. Mas quem sabe ele não cria outros personagens, né?! = )

    Bjoos

    ResponderExcluir
  23. Adorei a sua resenha, me deixou com mta vontade de ler esse livro. Nunca tive amigos imaginários, ou pelo menos, não me lembro de ter tido.
    Achei que o livro passa uma mensagem bonita sobre amizade.
    Não gosto quando os autores sentem a necessidade de escrever continuações, sendo que o livro já tem um final apropriado. Talvez uma história paralela com os outros amigos imaginários...

    ResponderExcluir
  24. Amei a resenha e um livro que reuni romance, drama, aventura, suspense, amizade, lealdade, é um bom livro, todo colorido pensei até que fosse só para criança, pode até ser, mas não vou deixar de lê-lo...
    :C

    ResponderExcluir
  25. Nossa preciso ler esse livro agoraaa, nunca tinha ouvido falar desse livro, mas sua resenha deu muitaa vontade de ler, ele parece ser muito perfeito e eu estou super curiosa. Beijos

    ResponderExcluir
  26. Amei a resenha. Eu nunca tive um amigo imaginário,eu acho.
    A tema do livro é bem diferente e novo, mas me conquistou, e me deixou curiosa para saber como seria a relação entrem Max e o amigo imaginário.
    Pretendo ler!

    ResponderExcluir
  27. Eu me irrito hoje, por não ter tido um amigo imaginário quando criança. Parece tão legal. haha
    Também fico cheia de dúvidas quando uma história que ganhou uma final bom vai receber continuação. Nem sempre da certo.

    ResponderExcluir
  28. Quando li a sipnose já pensei "Não vou gostar do livro" mas lendo a resenha me supreendi positivamente, após esses elogios não esperava que fosse um livro tão emociante, adorei o fato do livros misturar vários gêneros e a narrativa ser fluente, fiquei supresa porquê vai ter continuação acho que quando o livro tem um bom final, ás vezes a continuação pode ficar cansativa, depois dessa resenha posso dizer que pretendo ler o livro em breve.

    ResponderExcluir
  29. Sua resenha simplesmete me deixou curiosa a respeito desse livro que confesso ainda não tinha visto nada a respeito! A tema do livro é bem diferente doida para saber como seria a relação entrem Max e o amigo imaginário. beijos

    ResponderExcluir
  30. Fiquei curiosa pra ler esse livro, apesar dele ter uma tema diferente dos quais sou acostumada a ler espero poder ler logo.

    ResponderExcluir
  31. “Uma história apaixonante e dramática sobre amor, lealdade e sobre o poder da imaginação. Perfeita para qualquer um que já tenha tido um grande amigo – real ou não...” Essa parte da sinopse já me convenceu que o livro é ótimo, mas vou continuar lendo a resenha.
    Muito fofo você ter contado sobre seu primeiro amigo imaginário. Qual o motivo dele ter esse nome? Sim, eu sou curiosa.
    Acho que Budo deveria ter conhecido a Gina, minha amiga imaginária. Ela existiu por 8 anos. Mesmo tendo amigos na escola, eu não tinha em casa, então precisava de uma companhia, até que ganhei uma irmã e esqueci dela.
    Interessante falar sobre autismo de uma forma sutil.
    Será que ele irá estragar o final do livro? Já que foi perfeito, não deveria ter uma continuação.
    Um livro com vários gêneros é interessante.
    Com certeza esse livro é para minha pessoa. Até que 34,90 não é caro. Vou comprar mês que vem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não lembro o motivo rs, mas amo esse nome e até tive um cachorro chamado Max <3

      Excluir
  32. Poxa fiquei curiosa, nunca tive amigo imaginário, quem sabe essa não sera uma boa experiência? :)

    ResponderExcluir
  33. Já li um livro com essa temática, mas a menina era normal, sem tantos problemas emocionais como o protagonista desse livro.
    Essa temática é mais explorada em filmes, lendo o post lembrei de 2 filmes que já assisti, devem ter mais, só que não lembro gora, rsrs.
    Ganhei esse livro e está na fila de leitura, ;)

    ResponderExcluir
  34. Gostei especialmente por se tratar do olhar de uma criança e sua relação com o mundo... uma criança solitária, que não se relaciona com as outras? Seria essa a explicação para esse mundo imaginário tão rico?
    Quero mesmo ler, achei sensível e imagino que vou voltar à minha infância e e identificar com algumas situações.

    ResponderExcluir
  35. Nossa, parece ser bem legal, fiquei bem curioso, principalmente para saber qual o perigo que Max corre!
    Gostei da capa, e da sinopse e sua resenha me deixou com mais vontade de ler o livro!

    ResponderExcluir
  36. Nunca tinha conhecido um livro que tinha tanto generos reunidos rs
    Deve ser emocionante sendo contado por criança, o modo de ver o mundo e tal
    Eu acho que Max tem um amigo por ser meio anti-social e não ter um bom relacionamento com a mãe, isso de não abraçar...
    Acho que deve ser por isso. Achei tocante, não é algo que eu leria, mas se a oportunidade surgir lerei sem medo.
    Bj

    ResponderExcluir
  37. Sua resenha só confirmou minhas expectativas acerca do livro! Parece ser uma história linda! Fiquei super curiosa para saber o final!!

    ResponderExcluir
  38. Desde que lançou fiquei curiosa. Parece ser algo realmente original e único.
    Todas as resenhas que ando lendo sobre o livro são boas.
    Pretendo ler em breve.... o livro te emocionou não? Que fofo.

    ResponderExcluir
  39. Adoro livros narrados em primeira pessoa :D
    Ah, nunca tive um amigo imaginário, que vergonha kkkkk :x
    Parece ser um ótimo livro :D

    ResponderExcluir
  40. Ser criança tem suas loucuras, seus altos e baixos mas é muito bom, descobrimos muito da vida!
    Gostei muito da resenha, o livro parece ser de um sentimentalismo ótimo!

    ResponderExcluir
  41. Nunca li alguma história em que tivesse um amigo imaginário nela. E muito menos que esse amigo imaginário fosse o narrador da história. Achei super interessante essa ideia. O que achei legal, é que o Budo tem questionamentos como qualquer uma pessoa real.
    Outra coisa que gostei foi essa mescla de gêneros na mesma obra, todos acabam ficando satisfeitos com ela. Fiquei super balançado pra ler.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  42. Nossa que resenha! Quero muito ler este livro, ele já está nos meus desejados!
    Primeiramente gostaria de falar que amo livros que me fazem chorar, segundo que o livro parece ser ótimo, amei ele.
    Adoro livros que tem romance e aventura, tenho o pressentimento que vou amar o livro! Agora é só torcer para ter a oportunidade de lê-lo.

    ResponderExcluir
  43. Oi,

    Só pela resenha - e a capa *-* rs' - já fiquei cativada :]

    Nunca tive um amigo imaginário, mas queria muito saber como é. Talvez esse livro me ajude nisso :P

    Não deu pra evitar a vontade de ler que surgiu pelo modo tão...carinho, talvez? Com o qual você falou da história. Talvez por se tratar de criança, da inocência e da beleza de acreditar... deu pra perceber que a história realmente tocou você.

    Ansiosa para ler e saber o que vou sentir também ^^

    ~> Beijusss...;*

    ResponderExcluir
  44. Adorei a resenha, a temática do livro...
    Parece ser fofo, aqueles livros que encantam.
    Quero experimentar esse misto de emoções.

    ResponderExcluir
  45. Nossa achei essa estória extremamente interessante! Nunca tive um amigo imaginário, não que eu me lembre ou que alguém tenha me contado.Mas adoraria ler um livro que uma criança contasse seus desejos,medos além de conter amigos imaginários!

    ResponderExcluir
  46. Eu sempre quis ver uma resenha desse livro *_* eu achei a capa bem fofinha e o enredo bem legal. Agora que eu finalmente achei a resenha, tenho certeza que ele ganhará destaque na minha lista.
    beijos

    ResponderExcluir

 
© Copyright 2014. Todos os Direitos Reservados.